Mesmo sabendo que tudo é temporário e que tudo muda, é
bastante provável que tenhamos a forte vontade e desejo de pensar que o mundo é
sólido e imutável.  Quando nos apegamos  as aparências do nosso mundo , nós tendemos a
pensar que ele é da maneira com o qual o enxergamos com nossos sentidos falhos
e sujeitos a ilusão, e esquecemos rapidamente todo o dharma (conhecimento) que
aprendemos através das escrituras.
Os quatro lembretes budistas nos ajudam a lembrar no nosso
dia a dia, coisas que todos sabem, mas evitamos pensar a respeito pelo apego de
nos mantermos em  ilusão. Eles nos ajudam
a lembrar da preciosidade de se ter um corpo humano, a impermanência de todas
as coisas, da morte, do nosso karma
 (lei da causa e efeito), e da busca incessante
pelo prazer, sem saber as consequências resultantes deste tipo de ação.
Estes lembretes são o primeiro passo para enfrentar as nossas crenças
extremas sobre a existência do nosso mundo. Cada uma das lembranças traz para
nós a mensagem infalível da mudança e a oportunidade que temos de praticar a
meditação e estudar os ensinamentos do Buda , a fim de obter conhecimento e
despertar nesta vida.
O aviso da impermanência  e morte
é especialmente diretos. Quando Sua Santidade o Décimo Sexto Karmapa Gyalwang
estava participando de um almoço no Congresso dos Estados Unidos, um
congressista perguntou-lhe: “Se Vossa Santidade poderia resumir os
ensinamentos do Buda em uma frase, o que seria ? “
Sem hesitar, o Karmapa respondeu: ” Tudo muda . ” Da mesma
forma, quando um aluno perguntou Suzuki Roshi para colocar toda a mensagem do
budismo , em poucas palavras , ele simplesmente respondeu: ” Tudo muda .
Outro aviso importante é que devemos tornar a nossa mente a nossa aliada. Podemos
torná- la nossa aliada,  através
da audição, contemplando e meditando sobre os ensinamentos de Buda. Primeiro,
precisamos ouvir o dharma (os ensinamentos). Ouvimos com os nossos ouvidos,
lemos com os nossos olhos, e absorvemos com nossos corações e mentes. Em
seguida, por meio de contemplação, nós afundamos o significado do que ouvimos .
Assim passamos a enxergar a realidade além daquela ilusão, e da superfície da existência. E assim as suas profundezas para descobrir as jóias do
dharma escondidos. Finalmente, em meditação, nossa mente e o dharma se
encontram.
Os quatro lembretes expõe as experiências da vida diária, aquelas os
quais tentamos esquecer e apaziguar através do conforto da vida material. Eles
levam-nos longe da nossa preocupação em evitar a dor e procurar obter lucros, e
nos guiam em direção a ver a verdadeira natureza da nossa mente e do nosso mundo.
Então, tendo vislumbrado as coisas como são, somos inspirados a nos dedicar a
beneficiar os outros.
Baseado do texto original:

Video: Death comes without Warning.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *